OS MINIONS COMO INSPIRAÇÃO PARA FUNCIONÁRIOS!

Você já ouviu falar dos Minions? Esses personagens fofos que apareceram em dois filmes antes de se destacarem ao ponto de terem seu próprio filme? Se não conhece, pesquise no Google, você nunca vai se arrepender e eles nunca irão falhar em colocar um sorriso no seu rosto.

Você sabe o que é realmente interessante sobre os Minions, além da fofura e da linguagem esquisita que precisa de um glossário especial? Eles são ótimos trabalhadores. Surpreso? Eles têm o espírito de equipe e seguem seu líder com todo o coração. Eles são tão devotados que podem até sacrificar suas vidas pelo mestre ou chefe.

 “Minion” realmente significa subordinado ou seguidor de uma pessoa poderosa, um ser servil ou sem importância.  Pierre Coffin, o criador dos Minions disse que eles foram feitos para serem estúpidos. Eu não os vejo como estúpidos, eles fazem o trabalho e estão sempre ali quando você precisa. Eles são tão leais que trouxeram à filha adotiva do seu chefe, Agnes, um baboi*, em Meu Malvado Favorito 1 (2010). Como um funcionário você pode achar isso submisso, mas pensando como um Minion, foi muito divertido fantasiar-se e cantar em voz alta em um shopping “Copacabana, uhuuuu”! É tudo uma questão aproveitar oportunidades; não fique desanimado com uma tarefa. Faça. Toda experiência conta, e você nunca vai saber quão benéfico pode ser para seu futuro.

Minions-at-work

Em Meu malvado favorito 2 (2013), quando o malvado Gru se torna oficialmente um super pai, e muda a sua carreira de Malvado para um doce de pessoa, os Minions estavam lá também. Eles não desistiram dele. Eles até mesmo chamavam ele de “papa”. A coisa mais incrível sobre os Minions como funcionários é a devoção deles. A felicidade e bem estar deles permite aceitar as mudanças e aproveitar isso. Eles se importam com o trabalho, que é o que em nós, seres humanos, realmente falta.

O último filme dos Minions (2015) mostra a história deles com todos os mestres vilões que eles já serviram, começando com o T-Rex até Napoleão. Devido a morte “acidental” dos seus patrões, os Minions ficam depressivos e se isolam na Antártica. Isso soa familiar? Quando você falha num certo trabalho, se tranca no quarto e fica encarando o teto?  Então tudo o que você precisa é Kevin, um dos Minions que decide sair do isolamento e achar um outro chefe ou outro emprego, nos nossos termos. Kevin não desistiu e você também não irá.

13dd89ede7552ff88e82b38fbb344d57

Kevin não foi sozinho; ele foi com o entediado e obsessivo por guitarras, Stuart e o jovem faminto Bob. Eles tiveram uma jornada alucinante, que começou em Nova York e terminou com o pequeno Bob se tornando rei da Inglaterra. O que eles fizeram foi realmente inspirador, eles não cederam à depressão, seguiram em frente e aproveitaram as oportunidades que surgiram, enfrentando alguns percalços na estrada. Entregar-se não era uma opção. Lutar por seus destinos fez com que eles conhecessem seu único e malvado chefe Gru, no final do filme.

Sempre que você se sentir para baixo e que não há oportunidades, não desista, seja um Minion e busque. Assista os 3 filmes e imagine que todos os Minions na sua frente dizendo: “Tulaliloo ti amo**” e comendo um “Gelato***” junto com uma “Baple****” e tudo ficará bem.

Tank u*****

Minions glossário:

*Baboi: brinquedo

**Tulaliloo ti amo : nós te amamos

***Gelato: sorvete

****Baple: maçã

*****Tank u: obrigado

Traduzido por: Gabriela Neves

Escrito por: Abir Yassin

MINIONS AS AN INSPIRATION FOR WORKERS!